terça-feira, 1 de dezembro de 2009


Eu adoro todas as coisas

E o meu coração é um albergue aberto toda a noite.

Tenho pela vida um interesse ávido

Que busca compreendê-la sentindo-a muito.

Amo tudo, animo tudo, empresto humanidade a tudo,

Aos homens e às pedras, às almas e às máquinas,

Para aumentar com isso a minha personalidade


By F Pessoa

6 comentários:

Nany C. disse...

...rs


Uma terça-feira insírada para ti, Nega!

Um beijo no coração!

Nanda Assis disse...

a imagem deu show ao post.

bjosss...

L'amant disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
c.a.r.l.u.s. disse...

Pessoa...

não conhecia o poema, mas se não tivesse o nome dele no final, somente ficaria na dúvida entre o próprio pessoa e Drummond.

e como disse a Nanda, a imagem deu show ao post;

bjos

Cris Animal disse...

Que foto....caraca!
Demais, nega!

E....Pessoa é Pessoa....rs

beijo grandeeeeeeeeeeeeee

Marília_dosAnjos disse...

Não tem oq falar... simplesmente: tradutor de vidas.

cheirinho!!!