quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Poesia ao vento


o vento sopra
o tempo tem pressa
movimentos rápidos
movimentos lentos
um frio na espinha
pernas tremulas
olhos e bocas traduzem o desejo

A poesia escorre
O fogo aquece a alma
meia noite,parece meio dia
sorria
com os sussurros da madrugada
Beijos suas costas
nuas
Sob a luz da lua
Vejo além  das estrelas
o brilho dos seus olhos
Os corpos se agitam
mãos navegam os corpos
Passeiam em formas e cores
As linguas saboreiam o desejo
Nossas almas gozam
corpos se transformam num só momento
liquidos transbordam o quarto
olhos fechados
palavras ofegantes
amores e amantes

By Nega e Vertigo

uma honra escrever com você poeta.....

5 comentários:

Pat. disse...

Linda minha, uma saudade de ti amadinha! Tudo bem contigo?

Estas palavras são especiais, porque aqui os autores são dois grandes amigos!

Um beijo para os dois,
com amor.
Pat.

EU disse...

Lindas palavras,simples,direto,e melhor ,com a linguagem que todos os amantes conhecem...o amor verdadeiro,parabéns!!bjks!

EU disse...

Lindas palavras,simples,direto,e melhor ,com a linguagem que todos os amantes conhecem...o amor verdadeiro,parabéns!!bjks!

VERTIGO disse...

Para mim também é uma honra escrever contigo poetisa.

Bjs



LadySiri disse...

Lindo poema, pude sentir o dueto bailando, o desejo crescendo...maravilhoso. Parabéns aos dois poetas!

Beijos